Conflito no condomínio? Saiba porque ocorre e como contornar a situação

Esse é um dos desafios para administração de condomínios e síndicos, afinal, como em qualquer outro espaço de convívio, podem ocorrer alguns atritos.

Os mais graves, não são de competência do síndico profissional ou da administração do local. Neste caso, é necessário recorrer à instâncias superiores.

Por outro lado, é papel do síndico evitar conflitos no condomínio para que os problemas sejam resolvidos em conjunto. Confira os problemas mais comuns enfrentados em condomínios e como resolvê-los.

Barulho

Barulho no condomínio é uma das reclamações mais comuns.

Pode ser música alta, cachorro latindo, ferramentas, máquina de lavar ou, até mesmo, passos pesados no andar de cima. A depender do nível de tolerância dos moradores, esta questão pode irritar – e muito.

A solução

É preciso impor um limite de horário para sons mais altos no condomínio para que todos respeitem. Caso o limite seja excedido, a unidade pode ser avisada da questão e, caso haja reincidência, multada.

Sons de obras são normalmente permitidos das 8h às 17h. Os de festa tem um limite maior, até as 22h. Isso varia de acordo com o Regimento Interno do condomínio. Se as regras não funcionarem, é preciso tomar medidas mais drásticas como trazer para Convenção Condominial a regra da cidade com, no caso, limite máximo de decibéis.

Vagas de garagem

Também podem gerar discórdia entre os moradores.

Problemas como estacionar na vaga errada, deixar que visitas estacionem em vagas aparentemente “sem dono”, fazer da vaga um depósito, carros mal estacionados e excesso de velocidade são comuns.

A solução

É importante que cada morador tenha a sua vaga determinada e que todas elas sejam numeradas. Além disso, o condomínio pode disponibilizar vagas para visitantes.

É preciso impor limite de velocidade com placas sinalizadoras e, se possível, ter monitoramento com câmeras para identificar autores de possíveis situações que fujam às regras.

Discussões em reuniões e assembleias

Não é papel do síndico interferir a não ser que as pessoas passam para agressão física. Neste caso, já não cabe mais ao condomínio, mas sim a polícia resolver a situação.

A solução

O ideal é ter um presidente e um secretário da assembleia com pulso firme e que se imponham nos momentos que são necessários.

O síndico também deve usar a sua capacidade argumentativa em prol da dissolução de problemas e nunca na geração de conflitos.

O presidente da assembleia também deve estabelecer limites para exposição das pautas, bem como a discussão se atenha à elas a fim de administrar bem o tempo da reunião.

Prestação de contas ou envio de boletos atrasados

Por vezes, a gestão do condomínio não dá conta de resolver todas as questões de espaço, finanças, prestação de contas e envio de boletos para os moradores.

A solução

O ideal é que um síndico profissional realize o trabalho, ou juntamente com uma administradora se o condomínio for maior.

Para auxiliar nesta tarefa, existem no mercado softwares de gestão de condomínios que oferecem recursos automatizados e que facilitam a geração e envio de boletos, assim como a organização das contas do condomínio.

 

Fonte: Condo Brasil

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lumen Administradora

A Lumen Administradora considera o cliente em primeiro lugar e, em todas as suas atitudes, prima pelo bom atendimento e pela preservação dos valores e princípios que sempre orientaram sua trajetória de crescimento.