Você conhece a Certificação WELL?

Você sabe do que se trata a Certificação WELL? Sendo um assunto cada vez mais importante e discutido, resolvemos trazê-lo na matéria de hoje, explicando do que se trata e quais os requisitos necessários para tê-la em espaços construídos. Continue lendo e confira tudo!

 

Na construção civil, uma grande preocupação diz respeito a projetar e construir ambientes que promovam a saúde e o bem-estar dos usuários. A Certificação WELL Building Standard foi desenvolvida para isso, na busca por maior qualidade de vida, saúde e produtividade.

 

Além disso, ela está aliada à sustentabilidade ambiental, sendo uma ferramenta que complementa a Certificação Internacional LEED – ferramenta que incentiva a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade.

 

A Certificação WELL é baseada em sete categorias:

 

– Ar

Normalmente, os problemas da qualidade do ar de um espaço estão relacionados à ventilação inadequada e à contaminação interna e externa. A WELL busca um desempenho superior na qualidade do ar na edificação, testando-a e monitorando-a, filtrando o ar e tratando-o, controlando a umidade do ar e selecionando materiais atóxicos.

 

– Água

A qualidade da água consumida, o acesso à água potável e filtragem dela são aspectos levados em conta. O uso de cloro e outros produtos para desinfecção, a presença de bactérias, sedimentos e minerais dissolvidos na água, além de sua dureza, são critérios considerados.

 

– Nutrição

São incentivadas melhorias nos hábitos alimentares, através do cultivo de alimentos no próprio empreendimento e respeito a restrições alimentares de cada um. Também são levados em consideração a existência de locais adequados para o preparo e o estoque de alimentos e pontos de higienização das mãos.

 

– Iluminação

Um projeto de iluminação adequado, observando a iluminação natural, artificial (própria para cada tarefa) e temperaturas das cores, dimensionando aberturas e controlando as entradas de luz, pode ajudar no ritmo circadiano (período de 24h sobre o qual se baseia o ciclo biológico de quase todos os seres vivos, influenciado principalmente por fatores como a variação de luz e temperatura no decorrer do dia), melhorando a produtividade e o humor dos usuários.

 

– Fitness

Nesse quesito, os empreendimentos devem estimular a atividade física, através da inclusão de escadas ergonômicas e projeto exterior agradável e com conexão à infraestrutura local (incluindo ciclovias, por exemplo).

 

– Conforto

Aqui, estão incluídos fatores como o conforto térmico, o acústico, ergonômico e olfativo, além da acessibilidade e controlabilidade dos sistemas existentes na edificação.

 

– Mente

O objetivo aqui é melhorar a saúde mental e emocional dos usuários do empreendimento, havendo espaços que promovam o relaxamento, desenvolvendo pesquisas de satisfação entre os funcionários (sobre a qualidade do ambiente construído) e escutando sugestões de melhorias.

 

Todo esse processo ajuda a impulsionar o mercado, de forma geral, ao criar ambientes mais cômodos e de qualidade superior, para que os profissionais desenvolvam suas tarefas da melhor forma possível, além de, ao mesmo tempo, cuidarem de suas saúdes – mental e física. Muito legal, né?!

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lumen Administradora

A Lumen Administradora considera o cliente em primeiro lugar e, em todas as suas atitudes, prima pelo bom atendimento e pela preservação dos valores e princípios que sempre orientaram sua trajetória de crescimento.