Cobrança pelo uso das áreas comuns dos condomínios

Com o passar do tempo, os prédios residenciais têm ficado mais completos e com espaços variados – salões de festa, jogos, gourmet, áreas de atividades físicas, churrasqueira, piscina, quadras e muito mais. E alguns condomínios cobram pelo uso das áreas comuns. Falaremos melhor sobre o assunto a seguir!

Esses espaços, que podem já ter sido construídos originalmente com os edifícios ou não, sendo feitos posteriormente, servem para que os moradores se sintam confortáveis e desfrutem mais do condomínio, aproveitando momentos de lazer e, muitas vezes, maior convivência entre os moradores.

O que muitos síndicos têm optado, dependendo da estrutura desses ambientes, é por cobrarem uma taxa de uso dos condôminos, chamada de taxa de serviço, normalmente. Esse, entretanto, pode ser um assunto controverso e polêmico no universo condominial.  

Normalmente, esse valor cobrado dos moradores serve para, além do aluguel do espaço, cobrir os custos extras com limpeza, energia elétrica, gás, e outros recursos utilizados. Alguns condôminos, porém, não entendem a necessidade da taxa extra, uma vez que pagam, mensalmente, a cobrança condominial.

Por isso, é extremamente aconselhável que o assunto seja discutido em assembleia, na presença do maior número possível de pessoas, para que sejam ouvidas opiniões diversas sobre o tema e, então, ele entre em votação, de forma que o grupo defina o melhor para o mesmo.

É importante observar que, cobrando uma taxa extra, mantém-se um padrão, além de garantir maior cuidado com o ambiente em questão, já que todos sabem quem está usando, quando, e o quê. Além disso, o dinheiro que sobra, subtraindo o valor das despesas, pode ser ótimo para o condomínio.  

Os valores cobrados pelos condomínios variam em relação aos espaços, sua capacidade, porte do condomínio etc., mas costumam variar entre R$ 200 e R$ 400. Se optar por cobrar, os condomínios precisam disponibilizar utensílios como louças, talheres, mesas e cadeiras, tornando os locais completos.

Mesmo com a cobrança, se algum item do condomínio for danificado, é responsabilidade do morador arcar com o conserto ou reposição da (s) peça (s). Por isso, o comprometimento e o cuidado dos condôminos com o ambiente em questão costumam aumentar.

Optando por fazer a cobrança, é importante que o condomínio registre todos os valores e condições de uso do espaço – regras e punições, como no caso de danificação de algo, como mencionado anteriormente –, em seu Regulamento/Regimento Interno, para que tudo fique regularizado.

De forma geral, os valores arrecadados com o “aluguel” desses espaços são mantidos numa conta separada, sendo revertidos, além da manutenção dos lugares, em melhorias no condomínio, aumentando o conforto e comodidade dos condôminos, além de valorizar o imóvel. #FicaADica

 

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lumen Administradora

A Lumen Administradora considera o cliente em primeiro lugar e, em todas as suas atitudes, prima pelo bom atendimento e pela preservação dos valores e princípios que sempre orientaram sua trajetória de crescimento.