O que deve ser checado antes de assumir o cargo de síndico

Quando um novo síndico é eleito, deve observar certos tópicos para iniciar, de fato, seu trabalho. E isso é ainda mais importante quando não se tem alguma experiência anterior no cargo. Sobre esse assunto, resolvemos falar no post de hoje, trazendo o que deve ser checado antes da nova posse.

Como as responsabilidades do síndico são muitas, é preciso muita organização para não se perder em meio a tantos documentos, solicitações, e, até mesmo, imprevistos. Quem vai iniciar essa função deve checar alguns pontos, para que sua gestão comece (e continue) da melhor maneira. Confira:

  • Ponte

É essencial que haja uma ponte entre o síndico antigo e o novo. Por isso, o novo síndico deve procurar o anterior e conversar sobre a administração do condomínio, ficando por dentro de pontos importantes do prédio e esclarecendo dúvidas que possa ter.

  • Apresentação

É uma atitude simpática enviar uma carta de apresentação aos moradores do prédio, comunicando sobre a nova gestão e contando como deseja fazê-la.

  • Administradora

Como a relação com a administradora do prédio faz toda a diferença, faça uma visita a ela, conhecendo os responsáveis pelo atendimento ao seu condomínio, verificando as ações judiciais pelas quais o condomínio, porventura, esteja passando e checando a situação dos prestadores de serviços, impostos etc.

  • Burocracia

Confira, junto à administradora, se está tudo certo com os dados e documentos principais do condomínio, como, por exemplo, planilhas, pastas, inspeções, contratos, plantas, habite-se, entre outros.

  • Funcionários

Uma vez que os funcionários de um edifício representam a maior parte dos gastos dele, verifique questões como salários, horas-extras e direitos trabalhistas e previdenciários.

  • Situação financeira

Como o dinheiro do condomínio é, na realidade, de todos os condôminos, deve ser tratado com muito cuidado e responsabilidade. Por isso, é importante que o síndico entenda o atual momento do prédio, checando a prestação de contas (através dos balancetes), a previsão orçamentária, a inadimplência (e os acordos feitos), além de possíveis investimentos que podem fazer com que o dinheiro renda.

  • Infraestrutura

Também é interessante que o novo síndico observe como está a situação da estrutura e dos espaços comuns do condomínio, verificando as vistorias que foram/precisam ser realizadas, a manutenção dos extintores de incêndio, o andamento de alguma obra que pode estar sendo feita, as plantas elétricas e hidráulicas e o estado de conservação das áreas comuns.

  • Segurança

Cheque se os portões, cercas, alarmes e demais dispositivos de segurança estão funcionando corretamente. Se houver a necessidade de comprar novos equipamentos, leve o assunto a uma reunião, conversando com os outros moradores sobre isso. Mais do que ter os aparelhos de segurança, é essencial que os funcionários saibam usá-los e sigam os processos instaurados.

  • Assembleia

Depois de alguns meses no mandato, o síndico pode convocar uma assembleia e, nela, falar da situação global do condomínio, dando um panorama da situação financeira, falando das áreas comuns e sugestões de melhoria, e escutando as demandas e sugestões dos condôminos.

Esperamos que, com essas sugestões, tenha ficado mais fácil para que o novo síndico saiba como começar a agir face aos desafios de sua gestão, à frente do seu condomínio. Se você conhece novos síndicos, compartilhe essa matéria com eles, ajudando-os nessa missão.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lumen Administradora

A Lumen Administradora considera o cliente em primeiro lugar e, em todas as suas atitudes, prima pelo bom atendimento e pela preservação dos valores e princípios que sempre orientaram sua trajetória de crescimento.