Como fazer reforma hidráulica passo a passo

Sem dúvida nenhuma, quando falamos em reforma residencial, logo nos vem à cabeça quebradeira, entulho, sujeira, atrasos, enfim uma série de problemas que tomarão muito de nosso tempo e, principalmente, exigirá gastos. Mas quando fica pronta, nos enche de satisfação. Na reforma hidráulica também é assim.

Ela é importante porque que garante todo o abastecimento necessário de água para a residência. E se houver algum erro, por menor que seja, vai dar uma dor de cabeça enorme no futuro.

Quando a reforma hidráulica ocorre em apartamento, além de criar transtorno para o próprio morador, atinge também os vizinhos. Sejam eles de parede ou do andar abaixo.

Mas, afinal, como fazer reforma hidráulica? Siga algumas dicas.

Como fazer reforma hidráulica passo a passo

1. Mão de obra especializada

Primeiramente, é importante que a reforma seja efetuada com mão de obra especializada. No caso, um encanador profissional de confiança e com experiência comprovada.

Tudo para que o projeto de reforma hidráulica seja executado conforme planejado. E aplicados materiais de qualidade, assegurando assim que os resultados sejam plenamente alcançados.

2. Reforma hidráulica também precisa de projeto

Como em toda obra, na reforma hidráulica também é melhor que se tenha um projeto bem elaborado. Assim, é possível mensurar a altura e diâmetro de cada cano, o local de instalação de acessórios como torneiras, lavatórios, vasos sanitários, tanques e chuveiros.

3. Tenha em mãos o projeto hidráulico original

Em caso de apartamentos, deverá ser solicitada ao síndico, uma cópia do projeto hidráulico, para saber exatamente por onde passam os encanamentos e suas ramificações.

4. Pense nos ambientes

Se possível, é recomendável que, na reforma hidráulica, se planeje a disposição dos ambientes que usam água. Quanto mais próximos forem uns dos outros melhor. Porque deste modo, é possível reduzir os gastos com canos, tubos e conexões.

5. Troca da tubulação

No caso de instalações muito antigas, o melhor é a troca dos velhos tubos de ferro pelos canos de PVC. Isso evita a contaminação da água por resíduos ferrosos, ferrugem e outras sujeiras.

Para água quente, deve-se trocar os canos de cobre pelos novos PPr, mais atuais, duráveis e seguros. Não vale a pena, neste caso, pensar em economia.

6. Não economize nos registros

Outro item que não se deve economizar é com os registros.

Eles devem ser colocados separadamente: um em cada ponto de água, como na cozinha, nos banheiros, na área de serviço e no outros ambientes. Em caso de algum entupimento fica mais fácil o fechamento isolado de cada um.

7. Evite o excesso de adaptações

Deve-se evitar o tanto quanto possível as adaptações.

Hoje em dia, cada peça se encaixa em cada situação. Já foi o tempo em que se derretia parte dos materiais de forma a moldá-los nos encaixes. As conexões são feitas exatamente de acordo com seus encaixes, como roscas, cotovelos, “T”, etc.

O excesso de conexões pode diminuir a pressão da água, facilitar obstruções ou causar vazamentos.

8. Atenção redobrada em apartamentos para evitar problemas com os vizinhos

Em apartamentos, a reforma hidráulica se torna mais complexa do que em uma casa térrea.

Além de envolver a vizinhança com barulho e sujeira, tem a dificuldade de subir o material, descer o entulho, guardar lugar para colocação de caçamba, espera de elevador, etc.

9. Não esqueça dos ralos

Outro aspecto que merece atenção especial é a observação do piso para os ralos.

Ele precisa ter um leve caimento na direção do ralo para favorecer o escoamento da água, evitando seu acúmulo e possíveis infiltrações; facilitando ainda a limpeza.

10. Por último, entram metais e peças sanitárias

As peças sanitárias e metais (vasos sanitários, pias, misturadores, torneiras) devem ser instaladas sempre por último.

Depois de devidamente testadas antes do fechamento de contrapisos e paredes.

11. Evite perfurações

Desenhe ou fotografe todas as instalações e encanamentos antes de efetuar o reboco.

Com isso, é possível evitar que se fure um cano acidentalmente quando colocar espelhos, saboneteiras, armários e outros apetrechos.

E, por último, não se esqueça que quando o assunto é água, sempre é possível haver infiltrações.

Fonte: FiberSals

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lumen Administradora

A Lumen Administradora considera o cliente em primeiro lugar e, em todas as suas atitudes, prima pelo bom atendimento e pela preservação dos valores e princípios que sempre orientaram sua trajetória de crescimento.